Conhecendo Niterói

Just another WordPress.com weblog

Arquivo para Diversão

A cultura está na UFF

Por Déborah Vasconcellos

A Universidade Federal Fluminense (UFF), espalhada por prédios históricos de Niterói, merece a atenção dos turistas. Sua estrutura chegou a entrar na lista de votação como uma das sete maravilhas de Niterói. Apesar de não ter vencido, a faculdade tem o carinho dos niteroienses, pois, além de ser uma das mais importantes universidades do Brasil, a UFF possui o mais completo centro cultural da cidade: o Centro de Artes UFF. Com teatro, cinema, galeria de arte e arquitetura primorosa, a Reitoria da UFF, na praia de Icaraí, encanta.

foto59

O prédio, de estilo art-déco, foi originalmente o “Hotel Balneário Cassino Icarahy”. Em 1939, foi demolido, dando lugar às novas instalações do Cassino. Funcionou até 1946, data da proibição do jogo no Brasil, mantendo apenas as atividades de Hotel e Restaurante. Em 1967, instalou-se no prédio a Reitoria, procedendo desde então algumas reformas, inclusive construindo anexos para o cinema e o teatro.

É na Reitoria que funciona o Centro de Artes. Como pólo de produção e difusão cultural realiza programas voltados para todas as manifestações artísticas. Exposições, shows, concertos, ciclos cinematográficos, peças teatrais e apresentações diversas promovem uma verdadeira e produtiva interação artístico-cultural da universidade com a comunidade. Em seu conjunto de espaços, reúne a Galeria de Arte, o Espaço UFF de Fotografia, o Espaço Aberto UFF, o Cine Arte UFF e o Teatro da UFF. O Centro de Artes, que recebe anualmente um público estimado em 120 mil pessoas, em 1994 recebeu da Fundação Cesgranrio o Prêmio Qualidade Cultural, na categoria Cultura no Âmbito da Educação, pela excelência de sua programação.

Dentre as atrações do prédio da Reitoria, se destacam o Cine Arte UFF, o Teatro da UFF e a Galeria de Arte. Criado em 1968, o cinema é marcado pela bela arquitetura, preço baixo de ingressos e filmes culturais em cartaz dificilmente encontrados em outros cines do Rio. O teatro está aberto ao público desde 1982 e oferece espetáculos teatrais, shows musicais, balés, debates e seminários. No mesmo ano, a UFF montou sua Galeria de Arte, que divulga e estimula a produção da arte contemporânea brasileira. Vale a pena conferir.

Para mais informações e visitas, a Reitoria da UFF fica na Rua Miguel de Frias, n° 9, em Icaraí. O telefone é: 2620-8080. 

Teatro Popular De Niterói

teatro-popular-niteroi

Por Karine Amaral

O Teatro Popular de Niterói, também conhecido como Teatro Popular Oscar Niemeyer, foi inaugurado no dia 5 de abril de 2007. O Teatro Popular é a sexta idealizada pelo arquiteto Oscar Niemeyer.Todas as suas obras ocupam cerca de 72 mil metros quadrados às margens da Baía de Guanabara.

No teatro foi instalado um palco reversível, que pode ser utilizado para a platéia de 350 pessoas na parte interna ou pode ser aberto para uma praça, aumentando a capacidade do espaço para 10 mil pessoas.O acesso ao Teatro Popular se dá através de uma rampa helicoidal, onde se chega a um foyer de aproximadamente 580 metros quadrados, e daí para a área da platéia. O palco, que fica ao nível do solo, tem aproximadamente 260 metros quadrados, dispondo ainda de um grande salão no térreo com aproximadamente 580 metros quadrados. O prédio tem ainda um subsolo de aproximadamente 250 metros quadrados, que abrigará um depósito para cenários, camarins, vestiários e salas para figurinos.

O Teatro Popular de Niterói enriqueceu vida cultural da cidade, por ser mais um espaço para peças de teatro, shows e grandes eventos no município.

Teatro Popular de Niterói

Av. Plínio Leite s/nº – Caminho Niemayer – Centro

Tel: (21) 2613-2251


Saco de São Francisco – Turismo e diversão em Niterói

Por Mariana Oliveira

Um linda enseada que compreende praias como São Francisco, Charitas e Jurujuba. É ali que está o bairro conhecido como Saco de São Francisco, cujo nome nasceu em homenagem à capela dedicada a este santo e também ao formato geográfico da enseada. A História mostra referências que datam o século XVII com cartas que detalham a geografia do bairro e também se referem à pesca sempre farta, que alimentou os primeiros habitantes indígenas e também os portugueses que se estabeleceram no local.

No século XXI, o bairro de São Francisco reúne alguns dos principais roteiros turísticos da cidade para a agitação noturna com dezenas de restaurantes e bares, que atraem públicos de todas as idades.

Os esportes náuticos também são um diferencial do Saco de São Francisco. Ali está localizado o Iate Clube Brasileiro, um dos mais antigos clubes náuticos do Brasil. Entre os esportes praticados estão a vela e motonáutica.

Para os turistas, vale a pena dizer que o transporte para o bairro inclui linhas de ônibus que saem do centro de Niterói e também a estação das barcas de Charitas.

Capela de São Francisco

Capela de São Francisco

Exibir mapa ampliado

Atração para todos os gostos

Icarai

Icaraí

Icaraí

Para quem gosta de moda, gente bonita, praia, esporte, qualidade de vida, compras e beleza natural a Praia de Icaraí é o lugar. Ela fica no interior da Baía de Guanabara, bem pertinho do centro de Niterói, e tem coqueiros e amendoeiras que enfeitam a paisagem. Uma das vistas mais bonitas é o Pão de Açúcar e o Corcovado, localizados no Rio de Janeiro. Os amantes das belezas naturais são presenteados também com as vistas da Pedra de Itapuca, Ilha dos Cardos, Parte da Ilha de Boa Viagem e a Pedra do Índio.

Para quem gosta de praticar esportes, quadras para vôlei de praia ou para futebol de areia não faltam. Caminhar e correr com a vista da Baía de Guanabara é uma das dicas. Para os consumistas de plantão, há lojas para todos os gostos e bolsos pelas ruas do bairro. Pessoas em sintonia com a moda, seja na roupa, no calçado, ou nos acessórios, são facilmente vistas desfilando pelas ruas e praia de Icaraí. A beleza do bairro está nesta mistura do urbano (prédios residenciais, bares, restaurantes e lojas) com a natureza.

Camilla França

Beleza de Niterói à vista

Por Déborah Vasconcellos

Quem curte natureza e esportes radicais não pode deixar de visitar o Parque da Cidade, localizado no Morro da Viração, em Niterói. Trata-se de uma reserva biológica e florestal do município descoberta há muitos anos pelos praticantes de vôo livre. Inaugurado em 21 de setembro de 1976, o Parque fica a uma altitude de 270 metros e ocupa uma área de 149.390 metros quadrados.

No local, a presença do verde é marcante: os eucaliptos predominam junto a alguns exemplares remanescentes da Mata Atlântica. Quem se interessar em observar as belas flores e os insetos, pássaros e micos que vivem por lá, pode subir até o Parque fazendo uma trilha por dentro da mata. Os que preferem chegar à reserva de carro podem ficar tranqüilos: há pista para veículos e estacionamento.

O Parque da Cidade conta com um mirante de onde se tem uma visão panorâmica das lagoas e praias de Pirantiniga e Itaipu, da praia de Camboinhas, dos bairros de São Francisco, Charitas, Jurujuba e Icaraí, da Baía de Guanabara, da Ponte Rio-Niterói e da orla do Rio de Janeiro. Possui ainda fonte natural e algumas ruínas de um posto de Atalaia português dos anos 1500, além de duas rampas para a prática de asa delta e parapente.

O lindo visual emociona e serve de cenário para belas fotos. Uma lojinha também fica aberta todos os dias, de 9h às 17h, para aqueles que desejam levar mais recordações do lugar. Quem ficar com fome também pode recorrer à lanchonete do local. O Parque fica aberto a visitação todos os dias, de 9h às 18hs.

Parque da Cidade

Estrada da Viração – São Francisco

Tel: 2610-3157

Campo de São Bento: de tudo para todos

Por Déborah Vasconcellos

Com a Feira de Artesanato diversificada e colorida, adultos olham os produtos e aproveitam para passear com os cachorros. As crianças correm logo para os brinquedos dos parquinhos e insistem em comprar pipoca, algodão doce e picolé enquanto se divertem no Bate-Bate ou no Carrossel. Os jovens, por sua vez, namoram no coreto. Os idosos caminham entre as árvores e observam as plantas. Todos passam tanto tempo por lá que não podem deixar de comer as guloseimas e nem de tomar uma água de coco. Parece tudo tão tranqüilo que nem dá para imaginar que tudo isso acontece no centro de Icaraí, um dos bairros mais movimentados e populosos de Niterói. Esta é a liberdade encontrada no Campo do São Bento.

A mais antiga área verde programada de Niterói é parte da sesmaria doada a Araribóia em 1568 e recebeu o nome Campo de São Bento de seus antigos proprietários beneditinos. Começou a ser construído por volta de 1880, tendo sua urbanização efetivada em 1908, quando o Prefeito João Pereira Ferraz, em contrato com o arquiteto belga Arsênio Puttmans, deu ao espaço sua feição atual e ainda o batizou oficialmente como Parque Prefeito Ferraz. Com 36 mil metros quadrados e paisagismo inspirado no romantismo inglês, o Campo tem a presença marcante da natureza. Também possui lago artificial, pontes, coreto, canteiros, pedras artificiais e chafariz luminoso. Além disso, há patos, galinhas, peixes e, de vez em quando, uns micos aparecem entre as árvores para fazer graça para os freqüentadores.

O Parque ainda é palco das mais diversas atrações e abriga a Biblioteca Estadual Infantil Anísio Teixeira, o Colégio Estadual Joaquim Távora e o Centro Cultural Paschoal Carlos Magno. Tudo isso sem contar com a mais famosa Feira de Artesanato da cidade, que acontece todos os sábados, domingos e feriados. Segundo a Supervisora das feiras de Artesanato de Niterói, Malú Tavares, a feirinha do Parque conta com 298 barracas com objetos e comestíveis artesanais. Não é a toa que cerca de 10 mil pessoas passam pelo Parque durante os fins de semana, conforme dados da Prefeitura de Niterói. Crianças correm, pássaros voam, idosos sorriem, folhas caem, pessoas caminham, animais brincam, e, por algumas horas, qualquer um se esquece do tempo e dos problemas.

 
Campo de São Bento
Local: Entre as Ruas: Lopes Trovão, Domingues de Sá, Gavião Peixoto e Av. Roberto Silveira.
Funcionamento: 6h às 22h, todos os dias.
A Feira de Artesanato funciona todos os sábados, domingos e feriados, das 9h às 15h.  
Mais informações : 2711-3266